terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Policia Militar prende casal que do crime barbaro do recém nascido em Itaituba

O crime que  chocou a opinião pública pelo requinte de crueldade com que foi cometido. Na manhã de sábado, o corpo de um recém-nascido parcialmente enterrado na areia, foi encontrado em frente a uma oficina, às proximidades de um motel, na 32ª Rua do bairro Santo Antônio.
  A  guarnição da Polícia Militar foi destacada para preservar o local. As investigações foram desenvolvidas pela própria PM, mas com poucas informações. Já na noite de segunda-feira, dois dias depois do crime, uma informação levou a polícia até a jovem Ana Cláudia Delmonte Pereira, de 21 anos de idade. Ela estaria começando a trabalhar em uma casa noturna na travessa 13 de Maio. Foram feitas as primeiras incursões, mas sem resultado. Em seguida, uma nova informação alertava a polícia. A jovem havia confessado o crime para as colegas de trabalho, e as mulheres já se mobilizaram para fazer justiça com as próprias mãos. Minutos depois, a PM faz a detenção da acusada. Ela foi interrogada e logo admitiu a culpa.
Ana Clara disse que estava grávida de quatro meses, mas isso só será confirmado através de laudo da perícia. Ela também confessou que a criança ainda estava viva quando foi enterrada. Mas Ana Clara não fez tudo sozinha. Antes de passar pelo aborto, a jovem contou que consumia drogas no quarto de um motel acompanhada de um homem, que ela disse se chamar “Daniel”. A polícia foi a três lugares, antes de localizar o suspeito. Primeiro, na 28ª Rua, bairro São Tomé. Em seguida, na 15ª, no mesmo bairro, onde a polícia foi informada de que o homem, identificado como Daniel dos Santos Pereira, 29, estaria na casa dele, no residencial Viva Itaituba. Mais uma investida, desta vez com sucesso. Daniel já estava dormindo quando foi “visitado” pela polícia.
 O suspeito tentou argumentar, mas foi reconhecido e incriminado pela mulher, que já estava detida. “Daniel” recebeu voz de prisão e foi conduzido para a viatura para ser apresentado ao plantão da Seccional de Polícia. Ele foi apontado como a pessoa que enterrou a criança. Depois de efetuadas as prisões, o subtenente Antonio Dutra, que comandava o grupo de policiais voltou a conversar com a reportagem, e confessou que, apesar de três décadas como policial, poucas vezes acompanhou um caso tão chocante.
Daniel ou como é conhecido por Danielzão,hoje pela manhã estava tentado convencer o delegado em pudece fazer  telefonema por ter direito segundo o próprio acusado se referia ser  é ex assessor de alguém aqui na cidade de Itaituba. 
Delegado Jardel Guimarães
  A polícia informou, ainda, que o casal já estaria fora da condição de flagrante, mas que pode ser pedida a custódia preventiva como medida cautelar. Também será aguardado o laudo do IML, para saber exatamente o período de gravidez e as condições clínicas em que a criança estava ao nascer. Só então será possível fazer a devida tipificação penal, que pode incluir homicídio, infanticídio ou ocultação de cadáver.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Brasil pede ajuda ao Papa contra condenação à morte de brasileiro


O assessor especial da Presidência da República para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, informou nesta sexta-feria (16) que o governo brasileiro pediu ajuda ao Papa Francisco contra a condenação à morte do brasileiro Marco Archer, preso na Indonésia em 2004 por tráfico de drogas. Garcia afirmou que ele será fuzilado à meia-noite de domingo (18) – 15h de sábado (17) no horário de Brasília.
“Fiz chegar à representação da Santa Sé no Brasil um pequeno dossiê sobre o caso e me foi assegurado que isso seria enviado à Secretaria de Estado do Vaticano para que sua Santidade pudesse interceder em favor de uma atitude de clemência do governo indonésio”, disse Marco Aurélio Garcia.
A jornalistas, o assessor disse, porém, considerar “absolutamente improvável” que o Papa possa vir a mudar a decisão do governo do país asiático. O G1 procurou a assessoria da Nunciatura Apostólica, representante do Estado do Vaticano no Brasil, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
Na Indonésia, os presos são executados por um pelotão de fuzilamento, e podem escolher se querem ficar de pé, sentados ou deitados. Eles são vendados para a execução. O atual presidente do país, Joko Widodo, assumiu o cargo em 2014 e adotou espécie de “mão pesada” na luta contra as drogas e afirmou, no mês passado, que iria rejeitar os pedidos de clemência das 64 pessoas no corredor da morte por crimes relacionados a drogas.
Ao término da entrevista no Palácio do Planalto, Marco Aurélio Garcia disse acreditar que “somente um milagre” fará com que Marco Archer não seja executado neste fim de semana.
Segundo negociadores do Ministério das Relações Exteriores, procurar autoridades internacionais, como o Papa e líderes internacionais, é “natural”, em razão de outros países estarem na mesma situação que o Brasil.
“Tentar a articulação com outras autoridades, como o Papa, é algo que está na nossa perspectiva porque nós também temos feito articulação com outros países que estão com problema semelhante”, disse um diplomata sob a condição de anonimato.
Histórico
Marco Archer é instrutor de voo livre e foi preso ao tentar entrar na Indonésia, em 2004, com 13 quilos de cocaína escondidos nos tubos de uma asa delta. A droga foi descoberta pelo raio-x, no Aeroporto Internacional de Jacarta. O brasileiro conseguiu fugir do aeroporto, mas foi preso duas semanas depois. A Indonésia pune com pena de morte o tráfico de drogas.
As leis da Indonésia contra crimes relacionados a drogas estão entre as mais rígidas do mundo, e contam com o apoio da população. "Com isso (as execuções), mandamos uma mensagem clara para os membros dos cartéis do narcotráfico. Não há clemência para os traficantes", relatou à imprensa local Muhammad Prasetyo, procurador-geral da Indonésia.
Além do brasileiro, há entre os condenados um indonésio, um holandês, dois nigerianos e um vietnamita. Apesar de a Indonésia não ter realizado nenhuma execução durante o ano de 2014, está previsto para este ano o fuzilamento de 20 prisioneiros.
De acordo com jornais locais, as autoridades do país afirmam que já foram preparados “o esquadrão de tiro, um clérigo e médicos”. As execuções ocorrerão simultaneamente. A procuradoria explicou ainda que os condenados são avisados da execução com três dias de antecedência para que possam se preparar mentalmente e para que façam seus últimos pedidos.

Rodrigo Gularte também foi preso em 2004, mas a data da execução da pena ainda não foi definida. Conforme o Itamaraty, atualmente há 3.209 brasileiros presos no mundo. A maior parte (1.108, 34%), está detida em países da Europa. Desses 3,2 mil, 2,4 mil são homens; 963 estão detidos por tráfico ou porte de drogas; 1,4 mil estão em prisão preventiva ou aguardando julgamento; e 1,4 mil já cumprem pena no exterior.

sábado, 10 de janeiro de 2015

POPULAÇÃO DE ITAITUBA TEM MEDO DE SAIR AS RUAS COM CRESCIMENTO DA VIOLENCIA

Depois de circular as imagens nas rede sociais e identificarem, ainda na tarde de ontem a Policia Civil de Itaituba identificou o corpo encontrado por três jovens no antigo clube dos 30.

O corpo de Jhonatan Sena Moraes mais conhecido na cidade por “Tata” que trabalhava de moto táxi.aparentemente e visivelmente  o crime foi com requinte de crueldade e revoltou amigos e parentes que pedem justiça. A policia esta a procura do assassino ou dos assassinos, mas ate o momento ninguém foi preso,pra variar como a sociedade já esperava,o velório esta acontecendo na 25ª Rua depois da Raimundo Preto.
Esses crimes estão acontecendo com frequência em nossa cidade e a população está refém da violência que tem disparado e as autoridades policias não tem uma resposta a dá aos municipes que temem com a insegurança urbana.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

PREFEITA ELIENE NUNES COMEMORA REVEILLON COM O POVO NA ORLA DA CIDADE

 A  chegada do Ano Novo foi comemorado em grande estilo em Itaituba com 14 minutos de queima de fogos na orla da cidade onde mais uma vez o publico compareceu e participou com a prefeita Eliene Nunes  que foi recebida com muito carinho pela população que agradeceu pessoalmente pela belíssima festa que administração proporcionou ao povo sem descriminação de classes deixando marcado como o Governo de Todos.




domingo, 28 de dezembro de 2014

Mega-Sena da Virada tem prêmio estimado em R$ 240 milhões

Neste sábado não há sorteio; apostas são exclusivas para Mega da Virada.
Lotéricas recebem volantes até as 14h do dia 31 de dezembro.

Mega-sena aposta casa lotérica sorteio loteria (Foto: Paola Fajonni/G1)Mega-Sena da Virada tem prêmio estimado em
R$ 240 milhoes
Já estão valendo as apostas exclusivas para a Mega-Sena da Virada, cujo prêmio está estimado em R$ 240 milhões. Segundo a Caixa Econômica Federal, não haverá sorteio de concurso neste sábado (27).
A Mega-Sena da Virada será sorteada no dia 31 de dezembro. Desde quinta-feira (25), todas as apostas para a Mega concorrerão ao super prêmio da modalidade, inclusive as feitas em volantes regulares.
A Mega da Virada é considerada a mais popular das loterias especiais da Caixa e teve sua primeira edição em 2009. Na ocasião, dois ganhadores dividiram o prêmio de R$ 144,9 milhões.
As apostas sorteadas na época saíram para Santa Rita do Passa Quatro (SP) e Brasília (DF).
O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será dividido entre os que acertarem cinco números, e assim por diante.
A aposta mínima é de R$ 2,50 e pode ser feita em qualquer lotérica do país até as 14h do dia do sorteio, 31 de dezembro. Já bolões têm preço mínimo de R$ 10.
O sorteio do concurso especial será realizado às 20h (horário de Brasília) com transmissão ao vivo pelas TVs abertas.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

RETROSPECTIVA 2014


 Uma cidade Itaituba,Uma Mulher Eliene Nunes e mais uma coleção de vitórias da dupla Jatene Governador e da prefeita.
Ficou marcado na historia de Itaituba e do Pará o Município que levou um governador a uma reeleição no ano de 2014,onde muitos politiqueiros que pensam que porque tem dinheiro podem sair comprando a dignidade das pessoas e outros porque foram,repito foram no passado aplaudidos por uma população que chorou junto com ele quando o próprio atacou em meios de comunicação o seu rival que hoje andam mãos dadas e que com essas mesmas mãos apanharam feio no primeiro e segundo turno de uma mulher.
Essa parte tinha que ser reprisada na retrospectiva de 2014 e de toda historia de Itaituba e agora de todo o Pará. 

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Defesa de avô de Isabella diz que nova acusação 'não tem lógica'



O advogado de Antônio Nardoni, avô da menina Isabella e citado em novo depoimento do caso da morte da criança, afirmou que a acusação contra seu cliente “não tem lógica”. Uma funcionária do presídio onde Anna Carolina Jatobá está presa pelo homicídio afirma que o avô de Isabella teria aconselhado seu filho, Alexandre Nardoni, e a nora a forjarem um acidente no dia da morte da neta. O novo depoimento foi apresentado com exclusividade pelo Fantástico de domingo.
Advogado da família Nardoni, Roberto Podval (Foto: Reprodução/TV Globo)Advogado da família Nardoni, Roberto Podval
Segundo os promotores do caso, a menina foi asfixiada em 29 de março de 2008 pela madrasta e depois jogada pela janela do 6º andar pelo pai, Alexandre Nardoni. O casal vivia em um prédio na Zona Norte de São Paulo. Dois anos depois, Anna Jatobá foi condenada a 26 anos de cadeia e Alexandre, a 31 anos de prisão. Os dois continuam em presídios de Tremembé, no interior de São Paulo.
“Achei super confuso, totalmente sem nexo. Uma pessoa que não se identifica, que seis anos depois aparece para a mídia dizendo que naquela época teria ouvido que a Anna teria falado alguma coisa. Não tem lógica nenhuma”, disse Roberto Podval ao G1 nesta segunda-feira (8).
Arte caso Isabella Nardoni (Foto: Arte/G1)
Ele disse que ainda não teve acesso às informações contidas no depoimento da funcionária, mas que vai tomar medidas contra ela.
“Nós precisamos entender o que que é isso, o que ela falou no depoimento. Vou ter acesso às informações primeiro e só depois vou ver o que fazer em relação a essa pessoa que o acusou”, completou. Podval disse ainda que se encontraria com seu cliente nesta segunda para conversar sobre o assunto.
Novo depoimento
Uma mulher que trabalha no sistema penitenciário de São Paulo declarou ao Ministério Público que Antônio Nardoni pode ter participação na morte da menina de 5 anos, informou o Fantástico neste domingo (7). Ela diz ter ouvido a revelação dentro da prisão onde Anna Carolina Jatobá, madrasta de Isabella, cumpre pena pelo assassinato. O avô nega qualquer envolvimento no crime: "Nunca faria isso".
A funcionária revelou que Anna Jatobá assumiu, em conversa dentro do presídio em 2008, ter batido na menina e contou que o marido, Alexandre, jogou a própria filha pela janela. “Foram os primeiros dias dela naquela unidade. Ela tinha muito medo do convívio com as outras presas”, contou.
Do lado de fora da cadeia, a madrasta sempre negou participação no assassinato. Em entrevista ao Fantástico no ano do crime, ela jurou inocência. “Somos totalmente inocentes. Eu nunca levantei um dedo. Nunca falei um nada. Nunca nem gritei com ela”, disse na época.
A funcionária contou que Anna Carolina também citou, dentro do presídio, o envolvimento do pai de Alexandre no caso. “Ela falou que o sogro mandou, orientou os dois a simular um acidente. Eu ouvi da boca dela, olho no olho”, disse a mulher, que prefere não se identificar.
E deu outros detalhes do dia do crime, segundo versão da testemunha. “Eles foram no supermercado, fizeram uma compra com as crianças. Não levaram a compra para casa. O cartão não passou, deu algum problema. Aí, estavam nervosos”, disse.
De acordo com a funcionária do sistema carcerário, Anna Jatobá contou que bateu com violência na enteada dentro do carro da família. “Falou que ela bateu na menina porque a menina não parava de encher o saco. Que a menina estava enchendo muito o saco. Que não era para ser tão grave. Pensou que matou, pensou que a menina estivesse morta.” “Ela fala que não estrangulou a menina. Que ele colocou a menina no chão, acreditando que a menina estivesse morta, enquanto ela ligava para o sogro.”
Ainda segundo a funcionária, na conversa com o sogro Antônio Nardoni, a madrasta da menina teria ido direto ao ponto. “Falou para o sogro que matou a menina e ele falou: ‘simula um acidente. Senão, vocês vão ser presos’. Aí, tiveram a ideia de jogar a menina pela janela. Que o Alexandre só jogou a filha porque acreditava que ela estivesse morta e que ele entrou em choque depois que jogou. Desceu, e a menina estava viva.”
Na época do crime, com a quebra do sigilo telefônico do casal, ficou comprovado que, a partir das 23h51 da noite da morte de Isabella, Antônio Nardoni e Anna Jatobá conversaram durante 32 segundos. “A ligação teria sido feita logo depois do corpo ter sido jogado. É isso que a investigação indicou. Mas nós temos que apurar se havia outro telefone, usaram outro celular? Não sei, nós temos que ver agora”, disse Francisco Cembranelli, promotor do caso.
Denúncia
A funcionária disse que Anna Jatobá nunca denunciou o sogro porque é ele que sustenta toda a família. “Com certeza, é pelo silêncio dela. Ela recebe muita coisa de fora. Coisas que outras presas não recebem. Vários tipos de queijos, brincos. O colchão que ela dorme é especial. Foi presente do seu Nardoni para ela. Porque estava dando problema na coluna dela o colchão da penitenciária”, contou.
Na terça-feira passada, a mulher procurou o Ministério Público e prestou um depoimento oficial. “Na verdade, eu queria denunciar a partir do momento que eu ouvi. Essa história me pesava a consciência, saber de um crime e não denunciar. Eu só não sabia um meio legal de denunciar sem me comprometer”, afirmou.
O Ministério Público garantiu o sigilo. “Ninguém saberá o nome ou qualquer identidade dessa testemunha. Se as investigações evoluírem, é claro que é possível que surja um novo júri”, diz o promotor Paulo José de Palma, que ouviu o novo relato.
Cembranelli disse que o avô chegou a ser investigado na época. “Durante a investigação, havia suspeitas, sim. Porque houve um contato do casal com o pai num momento muito próximo ao crime. Suspeitou-se de participação, mas nós não conseguimos na investigação também trazer responsabilidade para outras pessoas. Por isso, somente o casal foi denunciado.”
As revelações feitas pela testemunha podem repercutir imediatamente. O depoimento dela será analisado nesta semana por uma promotora do Fórum de Santana, onde tramita o caso Isabella. Depois, policiais devem ouvir Anna Jatobá, Antônio Nardoni e a testemunha que fez a denúncia.  “O que eu ouvi foi o que eu falei em depoimento e o que eu falo agora. Eu tenho convicção que a Anna Carolina não mentiu para mim. Eu não sei se ela vai repetir isso agora, se ela vai assumir.”

domingo, 7 de dezembro de 2014

MORRERAM DEFENDENDO SEUS EMPREGOS



O mês de dezembro no Goiás iniciou marcado pela violência e triste situação ocorrida no dia 1º de dezembro na br 153, entre as cidades de Morrinhos e Goiatuba em Goiás, onde 3 trabalhadores, perderam as vidas para bandidos fortemente armados que, a confirmar, roubaram algo em torno de 4 milhões de reais; os veículos(carros fortes) foram atingidos por munição ponto 50, capotando e na troca de tiros infelizmente 3 seguranças foram atingidos perdendo suas vidas; levando a crer que tudo foi planejado e premeditado em detalhes,pois o local é de baixa intensidade de celular dificultando assim o contato com a polícia e, há quem comente, que tem o tudo haver com grupo PCC. 


sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Cientistas alertam para asteroides e dizem que Terra está na 'linha de tiro'


Grupo de mais de 100 especialistas faz evento em Londres para pedir desenvolvimento de sistema de monitoramento e destruição de corpos celestes.

Cientistas alertam para catástrofe global em caso de colisão  (Foto: Thinkstock)

 Um grupo de mais de 100 cientistas, astronautas e líderes empresariais pede às autoridades o desenvolvimento de um sistema de monitoramento e destruição de asteroides que coloquem em risco a vida no planeta Terra.
Reunidos em um evento no Museu de Ciência de Londres para lançar o Dia do Asteroide, a ser celebrado a partir de 2015, os cientistas alertaram para o "catastrófico" risco de um impacto.
"Há um milhão de asteroides no sistema solar que têm o potencial de atingir a Terra e destruir uma cidade inteira. Até agora, localizamos menos de 10 mil - somente 1% - deles. Mas temos tecnologia para mudar esta situação", declarou Martin Rees, professor emérito de Cosmologia e Astrofísica da Universidade de Cambridge.
Ao lado de nomes como o guitarrista da banda Queen, Brian May, também doutor em astrofísica, Rees listou as sugestões do grupo de cientistas:
- Empregar a tecnologia disponível para detectar e monitorar asteroides com traçado próximo à Terra e que representem ameaças à população através da ação de organizações filantrópicas e governos.
- Acelerar em 100 vezes a descoberta e o monitoramento de asteroides que circulem próximos à Terra para um número de cerca de 100 mil (descobertas) por ano nos próximos dez anos.
-Adoção global do Dia do Asteroide, em 30 de junho, para aumentar a consciência sobre os danos que os corpos celestes poderiam provocar e sobre a necessidade de prevenção. Embora diga que este tipo de fenômeno é improvável, o astrofísico afirma que a Terra está "na linha de tiro".
Já o guitarrista e astrofísico Brian May disse que, embora as chances sejam pequenas, "basta um asteroide" em um milhão com risco de acertar a Terra para que ocorra uma tragédia global.
"Um corpo de 200 metros de diâmetro que caia no oceano pode provocar tsunamis que poderiam devastar toda a costa Leste dos Estados Unidos e uma parte da Europa", agregou Martin Rees.
"A cada dez milhões de anos, um corpo de alguns quilômetros de diâmetro - um asteroide ou um cometa - vai acertar a Terra, causando uma catástrofe global equivalente a milhões de bombas atômicas", concluiu Rees.
A declaração com as sugestões foi assinada por cientistas, físicos, artistas, astronautas e homens de negócios de 30 países.

Nova foto pode ajudar polícia a achar PM que posou com jovens nuas

Tatuagem de jovens que aparecem se beijando pode esclarecer o caso.
Polícia Militar ainda não sabe quem é o policial que aparece na 'festinha'.

Mulheres foram fotografadas nuas e se beijando  na viatura da Polícia Ambiental (Foto: G1)Mulheres foram fotografadas nuas e se beijando na
viatura da Polícia Ambiental
Uma nova imagem obtida pela Polícia Militar pode ajudar a identificar o policial que tirou fotos com cinco mulheres nuas interagindo em uma viatura. As imagens acabaram vazando nesta quarta-feira (3) e foram divulgadas pelas redes sociais. De acordo com a polícia, o caso já está sendo investigado e está avançando.
Na nova imagem, duas mulheres aparecem se beijando dentro da caçamba da viatura da Polícia Ambiental. Segundo a polícia, essa foto pode ajudar nas investigações, já que elas mostram claramente duas tatuagens das garotas, o que pode ser essencial para a identificação da dupla.
Durante a ação, os participantes tiveram o cuidado de colocar peças de roupas na placa e no código da viatura, o que vem dificultando os trabalhos da polícia. De acordo com a polícia, ainda é impossível afirmar o local onde a foto foi tirada. A maior probabilidade, segundo a investigação, é que a imagem tenha sido feita no litoral ou na Grande São Paulo devido as características do veículo.
Por meio de nota, a Polícia Militar afirma que tomou ciência dos fatos e que irá apurá-los com o máximo rigor. O policial militar, sendo identificado, irá responder a um processo administrativo exoneratório, que poderá acarretar em sua expulsão da instituição. A PM diz ainda que reafirma seus valores éticos e responsabilidade com a prestação de serviços à população e que não compactua com atos como os apresentados nas fotos.
PM pode ser expulso após tirar fotos com cinco jovens nuas em viatura (Foto: G1)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Jovem é morto a tiros no residencial do Piracanã

Comentários e imagens nas redes sociais correram rapidamente que mais tarde foi confirmado a morte de um jovem de 15 anos, Everton Silva Leonel, foi abatido a tiros. Segundo um colega que presenciou o crime dois homens numa moto Titan Fan preta efetuaram os disparos contra o jovem que voltava de um comércio nas proximidades no residencial quando foi alvejado pelas costas. Segundo testemunha após caído a vitima foi alvejada na cabeça.

48% dos jovens acham errado mulher sair sem o namorado, diz pesquisa



Foram consultadas 2.046 pessoas entre 16 e 24 anos das 5 regiões do país.
Maioria reconhece machismo, mas ainda reforça comportamento sexista.

Apesar de reconhecerem que o Brasil é um país machista, a maioria dos jovens ainda acredita e reforça comportamentos que reprimem as mulheres e as colocam em posição de desigualdade em relação aos homens. Em pesquisa divulgada nesta quarta-feira (3), 48% deles dizem achar errado a mulher sair sozinha com os amigos, sem a companhia do marido, namorado ou "ficante".
  
O levantamento foi feito pelo Instituto Avon e Data Popular com 2.046 jovens de 16 a 24 anos de todas as regiões do país – sendo 1.029 mulheres e 1.017 homens. Na entrevista realizada pela internet, 96% afirmam viver em uma sociedade machista. Ao mesmo tempo, 68% dizem achar errado a mulher ir para a cama no primeiro encontro e 76% criticam aquelas que têm vários "ficantes". 80% afirmam que a mulher não deve ficar bêbada em festas ou baladas.
A pesquisa também mostra ser comum nos namoros o controle excessivo por parte dos meninos sobre a vida das garotas e que elas ainda são vítimas constantes de assédio, constrangimento e intimidação nos espaços públicos.   
Assédio
78% das jovens entrevistadas relatam já ter sofrido algum tipo de assédio como cantada ofensiva, abordagem violenta na balada e ser beijada à força. Três em cada dez garotas dizem ter sido assediadas fisicamente no transporte público.
Namoros
No relacionamento entre os jovens aparecem com frequência ações de controle e violência contra as garotas: 53% delas dizem que já tiveram o celular vasculhado, e 40% que o parceiro controla o que fazem, onde e com quem estão. 35% relatam que foram xingadas pelo namorado; 33%, impedidas de usar determinada roupa.
Selo sexo sem proteção (Foto: Arte/G1)
Sexo
Entre as mulheres, 9% contam que já foram obrigadas a fazer sexo quando não estavam com vontade, e 37% que já tiveram relação sexual sem camisinha por insistência do parceiro.
Internet
As redes sociais se mostram como um meio de controle dentro dos namoros: 32% das jovens relatam que tiveram de excluir algum amigo do Facebook a pedido do parceiro, 30% dizem que tiveram e-mail ou perfil de rede social invadido pelo namorado e 28% afirmam que foram proibidas de conversar com amigos virtualmente.
15% das jovens dizem que foram obrigadas a revelar para os namorados suas senhas de e-mail e Facebook, e 2% que receberam ameaça de cibervingança – a divulgação de fotos ou vídeos íntimos.
Selo Comportamento (Foto: Arte/G1)
Machismo
Mais mulheres (42% delas) do que homens (41% deles) disseram concordar que uma garota deve ficar com poucos homens. E muitos garotos (43%) ainda veem diferença entre mulheres para “namorar” e “para ficar” – aquelas que têm relações com muitos homens não são para namorar. Entre as mulheres, 34% pensam o mesmo.
Enquanto 30% dos homens dizem que a mulher que usa decote e saia curta está se oferecendo, apenas 20% das mulheres concordam com essa afirmação.
As meninas incorporam que os meninos podem impor as suas vontades. E quando a mulher sofre uma agressão, ainda se pergunta o que ela fez de errado."
Jacira Melo, diretora-executiva
do Instituto Patrícia Galvão
Por que há violência?
Jacira Melo, diretora-executiva do Instituto Patrícia Galvão, diz que, em geral, a desigualdade vem desde o início dos relacionamentos. Enquanto os homens têm mais chance de viver com total liberdade, as mulheres enfrentam desde cedo limitações sobre onde ir, que horas sair de casa, o que vestir, como se comportar.
Segundo Jacira, ainda existe a cultura de que eles são superiores e estão no comando dos relacionamentos. “Isso é repetido geração após geração, e as meninas incorporam que os meninos podem impor as suas vontades. E quando a mulher sofre uma agressão, ainda se pergunta o que ela fez de errado.”
Para Nadine Gasma, representante do Escritório da ONU Mulheres no Brasil, a violência de gênero é diferente das outras porque tem relação com as estruturas de poder entre homens e mulheres, e o fato de muitos deles pensarem nas companheiras como suas propriedades. Nas últimas décadas, diz ela, as mulheres conquistaram direitos na esfera pública, mas o que acontece no espaço privado ficou esquecido. E é lá que ocorre a maioria das agressões.
Agressão de jovens (Foto: G1)
Violência entre os pais
“Quando você ataca a violência doméstica está atacando a violência da sociedade, onde a pessoa vai reproduzir as agressões que presenciou no lar", afirma Ana Maria Amarante Brito, coordenadora do movimento de combate à violência contra a mulher do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os dados da pesquisa reforçam essa afirmação.
Mais de 40% dos jovens dizem ter presenciado a mãe ser agredida. A maioria dos garotos que passou por essa situação admitiu já ter praticado violência e controle contra a namorada.
Reação
A defensora pública Ana Rita Souza Prata afirma que o assédio relatado pelas jovens na pesquisa pode ser denunciado à polícia e, dependendo da abordagem, a punição varia de multa a detenção. Coordenadora-auxiliar do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher, ela explica que a vítima deve, se possível, procurar na hora um policial ou guarda municipal.
"Se ele [o agressor] estiver de carro, anote a placa, o modelo, a cor. Se estiver a pé, preste atenção nas roupas, nas características", afirma, ressaltando a importância de a mulher conseguir apontar quem a assediou para as autoridades.
Segundo Ana Rita, as formas de assédio de rua, sem contato físico, costumam caracterizar importunação ofensiva ao pudor, que é uma contravenção penal com pena de multa a ser definida pelo juiz. Nos casos mais violentos, pode configurar crimes como ato obsceno (três meses a um ano de detenção ou multa) e estupro – que segundo o artigo 213 do Código Penal inclui tocar as partes íntimas de alguém sem seu consentimento, entre outros comportamentos.
A defensora destaca a diferença entre cantada e assédio. "A paquera tem o consentimento da mulher. Se ela está andando pela rua, sem dar o menor sinal de abertura, e é interpelada de forma ofensiva, é assédio". A defensoria e a ONG Olga lançaram em conjunto no mês passado uma cartilha para a mulher vítima de assédio.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

PSDB pede para TSE desaprovar contas da campanha de Dilma


Sigla aponta despesas além do limite e critica gastos com internet e avião.
Para líder do PT, contas serão aprovadas; análise cabe Gilmar Mendes.

O PSDB apresentou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) questionamentos sobre a prestação de contas da campanha à reeleição de Dilma Rousseff à Presidência, pedindo a desaprovação dos gastos e aplicação de multa. O pedido foi protocolado no último sábado (29) e divulgado nesta segunda (1º) pelo partido.
Ao G1, a advogada responsável pela prestação de contas disse que as contas são regulares e que não há “nada de preocupante” na prestação. No Senado, o líder do partido disse que as contas serão aprovadas (leia abaixo). O prazo limite para a análise das contas no TSE termina no dia 9 de dezembro.
No documento, o PSDB aponta para três supostos problemas na apresentação das despesas. O primeiro deles está relacionado ao limite de despesas autorizado. Conforme o PSDB, a campanha de Dilma ultrapassou os R$ 298 milhões inicialmente informados pelo PT antes que o TSE autorizasse a ampliação desse limite.
A ampliação do limite foi autorizada no dia 24 de outubro, dois dias antes do segundo turno. Segundo o PSDB, no entanto, a prestação de contas da candidata já indicava despesas superiores antes dessa autorização.
O PSDB também diz que os pagamentos ao site Muda Mais, que fez propaganda da petista na internet, foram registrados sob a rubrica “Produção de Programas de Rádio, Televisão ou Vídeo”, em vez de “Criação e inclusão de Páginas na Internet”. O partido aponta ainda que os gastos de R$ 680 mil com internet não foram pagos à empresa Polis Propaganda e Marketing Ltda, responsável pelo site, mas a outras firmas.
 
Um terceiro questionamento diz respeito ao ressarcimento que o PT fez pelo uso do avião presidencial por Dilma para viagens de campanha, não relacionadas ao mandato. O PSDB diz que a devolução de R$ 5 milhões não é “razoável” levando em conta os valores de mercado.

Para demonstrar isso, o partido lembra que em 2006, o então candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva devolveu R$ 4,8 milhões, valor que corresponderia a R$ 7,5 milhões atualmente, por atualização monetária.

“As informações prestadas pela candidata não merecem confiança, bem como não evidenciam a necessária regularidade, devendo, portanto, serem suas contas desaprovadas”, conclui o pedido apresentado ao TSE, cuja análise caberá ao ministro Gilmar Mendes.

Advogada responsável pela prestação de contas da campanha, Márcia Pelegrini afirmou ao G1 não haver nada de preocupante na prestação de contas. Ela disse que ainda não analisou detalhadamente o pedido do PSDB, mas que irá responder ao questionamento com “tranquilidade”.

“Os gastos com aeronave estão absolutamente dentro de parâmetros de mercardo. Em relação ao limite de gastos, também não há preocupação nenhuma. Em relação ao Muda Mais, tudo foi pago e está lançado na contabilidade”.

Questionado sobre o assunto, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT-PE), disse que o partido está “tranquilo”. “Estamos tranquilos, essas contas vão ser aprovadas. O fato de estarem sendo analisadas por um ministro que é identificado com as posições desse segmento oposicionista vai fazer com que a aprovação seja mais importante ainda”, afirmou.

AVEIRO A CIDADE QUE TEM MAIS CANDIDATOS A PREFEITO DO QUE ELEITORES

Uma cidade com mais de 300 anos e tem um histórico político que foi matéria de todos os telejornais onde os seus gestores usam a maquina ou seja a prefeitura como fonte riqueza prova disso basta puxar os históricos dos ex gestores,poucos saíram ricos outros até nos dias atuais respondem ou já responderam processos na justiça,e ainda tem ex prefeitos que vira e mexe são condenados como é o caso da ex prefeita Maria Gorete que foi cassada, e ainda vem mais de outros ainda vão responder.
E hoje a cidade de Aveiro mesmo no meio de um mandato do atual prefeito Fuzica que já bateu o recorde de tudo,opa tudo de negativo como salários atrasados,falta de medicamentos nos postos que ainda estão de pé,falta merenda nas escolas,falta de respeito com povo e etc;mais o que vem chamando atenção que com dois pra eleição municipal e já tem mais 10 candidatos ao cargo que tem uma cadeira vamos aos nomes.

1º Antônio Paulo                    - Vereador 
2º Fernando Soares                - Empresario 
3º Patrício Filho                     - Empresario
4º Preto    Sátiro                     - Vereador
5º Fuzica                                - Atual Prefeito
6º Ranilson Prado                   - Ex prefeito (tem uma duvida se a justiça deixar )
7º Amilton do barco leão         - Empresario 
8º Gilmar Lira                          - Vereador
9º Sebastião Dantas                  - Professor
10ºJaqueline Bethânia                - Professora 
11ºMª da Fé                              - Ex vereadora
12º Jesus                                  - Morador de Aveiro e ex candidato 
13º André Paxiuba                  - Ex secretario de Administração de Aveiro

domingo, 30 de novembro de 2014

Carro pega fogo na rua de Itaituba e o incêndio pode ter sido criminoso

Segundo informações o carro pegou fogo por volta das 3 horas da madrugada deste sábado na travessa Victor Campos, entre Nova de Santana e Hugo de Mendonça. 

O carro de modelo Fiesta de cor vermelha que pertenceria a um tenente do exercito brasileiro ficou praticamente destruído pelo fogo que pode ter sido criminoso, militares do corpo de bombeiros foram chamados e ainda chegaram apagar o fogo, mas não puderam evitar a grande perda do veiculo que estava estacionado na rua. Informações ainda não confirmadas dão conta que dois homens em moto teria provocado o fogo no veiculo, agora a policia investiga o caso.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Eletricista é assassinado no bairro São José (Vila Nova) em Itaituba

Donizete foi morto de forma brutal com vária facadas. Ele estava com o informe da empresa e teria vindo por volta das dezoito horas de Miritituba, onde estaria trabalhando.
Segundo uma filha ele estaria em casa quando uma pessoa o chamou. Ela disse ainda que a família já vinha pedindo pra ele se afastar daquelas pessoas pois pressentiam que algo ruim iria acontecer, mas ele não atendia. Dizem que implorou por sua vida mas o seu algoz não atendeu.
O acusado disse que matou pra ele deixar de ser "saliente" e não demostrava nenhum remorso pelo crime cruel que cometeu.
Na noite de ontem (25/11/14) por volta das 22 horas foi assassinado o eletricista Donizete Alves dos Santos, 42, residente na travessa João Pessoa, próximo a Avenida Nova de Santana. O acusado, Cléo da Rocha Lira, preso logo depois do crime, confessou o homicídio. Ele disse à PM que matou porque a vítima estaria ameaçando seu irmão, porém a companheira do acusado deu outra versão. A mulher disse que Donizete teria lhe dito xavecos lhe chamando de "gostosa" e o seu companheiro teria ficado sabendo e por isso teria cometido o crime.
 

Cleto que estava junto com o acusado, seu irmão, no momento do assassinato.
A família disse ter ouvido de pessoas que presenciaram o homicídio
que ele teria  contribuído para o homicídio.
a mulher que seria o pivô do crime, segundo o que ela informou em depoimento
Donizete, vítima, trabalhava numa empresa de construção que
 presta serviço a uma empresa instalada no porto de Miritituba.
Apesar de ser um homem trabalhador, teria problemas com o vício.

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Cientistas captam pela 1ª vez imagens de ‘diabo negro do mar’


Peixe, que tem dentes super afiados e antena de luz para atrair presas, foi fotografado por robô a quase 3 mil metros de profundidade na costa da Califórnia.

O exemplar filmado é uma fêmea de 9c m que estava a 600 m de profundidade  (Foto: BBC)O exemplar filmado é uma fêmea de 9c m que estava a 600 m de profundidade (Foto: BBC)
Cientistas do Instituto de Pesquisa do Aquário da Baía de Monterrey, na Califórnia, conseguiram filmar um exemplar do misterioso "diabo negro do mar", uma espécie de peixe abissal conhecida pelo nome científico Melanocetus johnsonii.
O peixe foi filmado em Monterrey, na Califórnia  (Foto: BBC)O peixe foi filmado em Monterrey, na Califórnia
(Foto: BBC)
Segundo os pesquisadores da instituição, esta foi a primeira vez que este estranho e pequeno animal foi filmado em seu habitat natural. O peixe pode chegar a viver em uma profundidade de até 3 mil metros.
O exemplar filmado é uma fêmea de 9 centímetros que se encontrava a cerca de 600 metros da profundidade no cânion submarino de Monterrey, na costa californiana.
As imagens foram gravadas por um veículo operado remotamente batizado de Don Ricketts.
O "diabo negro do mar" tem uma antena que se ilumina graças a bactérias bioluminescentes, o que o ajuda a atrair suas presas. Elas acabam atraídas para suas temidas mandíbulas, repletas de dentes afiados.
As fêmeas podem medir até 20 centímetros, enquanto o macho é dez vezes menor e não pode sobreviver sozinho - ele se acopla à companheira como um parasita.
Para os que assistiram ao filme Procurando Nemo, da Disney/Pixar, este peixe é conhecido: ele aparece em uma cena perseguindo os protagonistas do desenho animado.

Vereador nega estupro coletivo em festa e aponta namorada como álibi


Ele e mais quatro homens são suspeitos de estuprar adolescente em Goiás.
Namorada garante que esteve com ele o tempo todo e não viu nada errado.


Vereador nega estupro coletivo em festa em Indiara e aponta namorada como álibi Goiás (Foto: Luísa Gomes/G1)
O vereador Jean de Castro (DEM) e outros quatro suspeitos negaram participação no estupro coletivo contra uma adolescente de 17 anos, durante uma festa em Indiara, a 100 km de Goiânia. Em entrevista coletiva nesta terça-feira (25), o vereador afirmou que não teve contato físico com a garota e apontou a namorada como álibe para o momento em que o crime teria ocorrido.
"Conheço ela [a vítima] há pouco tempo, de vista. Não tenho nenhum contato, não tive nada com ela, só a vi na casa [onde ocorreu a festa], a cumprimentei e pronto", afirma. Ele ainda acredita que a falsa denúncia possa ter sido influenciada por adversários políticos dele na cidade.
A namorada do parlamentar, uma estudante que não quis ser identificada, também esteve presente na entrevista. Ela garante que estava na festa durante todo o tempo ao lado do vereador e não viu nada que indicasse a participação dele e até mesmo a ocorrência do estupro. "Ele não tem nada a ver com isso. Se eu não estivesse do lado dele, eu não estaria aqui para defendê-lo", alega.
O irmão do vereador, Leandro de Castro, com quem a vítima teve um relacionamento amoroso, também é acusado de envolvimento no estupro. Ele admitiu ter tido relação sexual com a garota durante a festa, que ocorreu na casa dele, mas alegou ter sido consensual. “Creio que ela mentiu com ciúme porque ela já tinha conversado comigo para assumir o relacionamento e eu nunca tive interesse e creio que ela não sabia a proporção que isso ia causar", diz Leandro.
saiba mais
Mensagens
Os suspeitos apresentaram como supostas provas que pretendem entregar à polícia imagens de uma conversa entre um deles e a garota pelo aplicativo Whastapp. No diálogo, Leandro de Castro pergunta, por meio do aplicativo, se ela o denunciou por estupro e a garota responde “É mentira".
Em seguida, Leandro acrescenta: "Saiu uma conversa que eu te estuprei". A menina fala: "Poize (sic). Todo mundo tá falando". Além disso, outras imagens de conversas no aplicativo mostram que a garota se manifestou em grupos no aplicativo relatando o suposto estupro a outras pessoas. Em duas conversas, a garota cita nominalmente os acusados, entretanto, em um dos registros ela alega que foi agredida por seis homens, e em outro aumenta o número para sete.
Denúncia
A adolescente afirma que, enquanto mantinha relação sexual com um dos suspeitos em um dos quartos da residência onde ocorria a festa, os outros quatro homens entraram e a abusaram sexualmente. "Primeiro, foi o Eder. Ele me forçou a manter relação com ele e o Leandro consentiu. Depois, entrou o Guilherme, o Luciano e, por último, o Jean. Ficamos lá por cerca de uma hora, eu querendo sair e eles não deixavam", lembra.
Adolescente que diz ter sofrido estupro coletivo nega fato em mensagem de celular, dizem suspeitos, em Indiara, Goiás (Foto: Luísa Gomes/G1)Adolescente trocou mensagens com suspeito
Segundo a adolescente, eles ficaram no local por cerca de uma hora. “Eles me morderam, me bateu de chinelo, me deu tapa (sic)”, conta a jovem. Durante esse período, ela afirma que ouviu os suspeitos conversando sobre "seguir o esquema", o que a faz pensar que o crime foi planejado com antecedência.
Na entrevista, Leandro confirmou que teve uma relação sexual com a jovem durante a festa, mas de forma consensual. Além disso, ele diz que no caminho até a festa a garota trocou beijos com um dos suspeitos, mas a relação não passou disso. Os suspeitos negam que tenham ido até o quarto e estuprado a garota.
Assim que foi levada embora do local por um colega de Leandro, a adolescente foi até a delegacia para registrar uma ocorrência. Em seguida, ela foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, onde passou por exame de corpo de delito. De acordo com a polícia, um laudo comprovou o abuso.
A jovem, que tem uma filha de 1 ano, revela que está tomando medicamentos para evitar doenças sexualmente transmissíveis e terá ainda que fazer um tratamento por mais três meses. "Por causa disso, fui obrigada a desmamar minha filha antes do tempo. Eu não estou nem saindo de casa por causa disso, nem de dia eu estou saindo. Saio daqui só acompanhada com o Conselho [Tutelar]. Eu não estou fazendo mais nada do que costumava fazer

Procuradores viajam à Suíça para tentar identificar dinheiro da Petrobras

Eles devem analisar uma conta de Paulo Roberto Costa com US$ 27 milhões.
Costa é ex-diretor de Abastecimento da estatal e está em prisão domiciliar.

Procuradores do Ministério Público Federal (MPF), responsáveis pelas investigações da Operação Lava Jato, embarcaram nesta segunda-feira (24) para a Suíça. O objetivo deles é tentar localizar o dinheiro que pode ter sido desviado da Petrobras. O Ministério Público suíço localizou e deve entregar extratos de uma conta do ex-diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, acusado de participar do esquema.
A conta do ex-executivo da Petrobras tem cerca de US$ 27 milhões depositados. Com os extratos, a força-tarefa do MPF tentará descobrir de onde veio e para onde iria toda essa quantia. Os procuradores também vão procurar provas de que outros envolvidos na Operação Lava Jato tenham movimentado dinheiro no exterior.
Entre eles, está outro ex-diretor da Petrobras, Renato Duque, que está preso em Curitiba, e o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano. Conforme Paulo Roberto Costa, eles também participavam do esquema, sendo que Baiano seria operador do PMDB nos desvios de dinheiro da Petrobras.
A informação foi corroborada por outro executivo, da empresa Toyo Setal, chamado Júlio Camargo. Em um depoimento à Polícia Federal, ele garantiu ter feito depósitos no valor de R$ 6 milhões. A quantia, afirmou, era para a diretoria de Serviços, comandada por Duque. A maior parte foi depositada no banco Credit Suisse, em contas indicadas por Duque e pelo subordinado dele, o gerente de Serviços da estatal, Pedro Barusco.
Júlio Camargo também disse que repassou entre R$ 12,5 milhões a R$ 15 milhões para Fernando Baiano. Segundo o executivo da Toyo Setal, esse dinheiro foi levado para um banco no Uruguai e para várias contas indicadas pelo lobista no exterior.
Com a identificação de todas essas contas e movimentações, o MPF pretende, o mais rápido possível, iniciar os processos para repatriar o dinheiro.
Lava Jato
A Operação Lava Jato investiga um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões e provocou desvio de recursos da Petrobras, segundo investigações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal. A nova fase da operação policial teve como foco executivos e funcionários de nove grandes empreiteiras que mantêm contratos com a Petrobras que somam R$ 59 bilhões.
Parte desses contratos está sob investigação da Receita Federal, do MPF e da Polícia Federal. Ao todo, 25 pessoas foram presas pela PF durante esta etapa da operação. Porém, ao expirar o prazo da prisão temporária (de cinco dias, prorrogáveis por mais cinco), na última terça (18), 11 suspeitos foram liberados. Outras 14 pessoas, entre as quais o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, continuam na cadeia.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Prefeita Eliene Nunes participa dos II Jogos Indígenas de Itaituba.

Foi realizado durante a semana que passou o II Jogos Tradicionais Indígenas do Médio Tapajós – Itaituba. A competição que teve a participação de 06 aldeias Mundurukus do polo de Itaituba foi realizada na Aldeia Praia do índio.

A prefeita Eliene Nunes, não mediu esforço para que essa competição fosse realizada, assim como no primeiro ano, deu total apoio a competição e participou ativamente dos jogos indígenas.

A Prefeitura de Itaituba através da diretoria de cultura idealizou o evento que envolveu competições de futebol, corrida de 5000 mil metros, 500 metros, natação, arco e flecha, cabo de guerra e arremesso de lança. A abertura aconteceu na última sexta-feira (21), com a presença da prefeita Eliene Nunes, do Coronel Bogeia Cmte do 53 Bis, diretor de cultura Junior Araújo e caciques.

Na programação de abertura houve apresentação cultural com danças e músicas indígenas.
A premiação foi entregue logo após o encerramento e teve a seguinte classificação por aldeia:
1º Sawré Maybu 95 Pontos
2º Praia do Índio 85 pts
3º Apompú 65 pts
4º Watpú 55 pts
5º Mangue 50 pts
6º Jaybú 30 pts
Ao final os indígenas deram um verdadeiro exemplo de bons competidores, todos comemoraram o resultado e todos os se cumprimentaram.